Âncora para topo

Ideias para entreter as crianças dentro de casa.

Aulas suspensas, pais trabalhando de casa… Como conciliar essa equação em um ambiente tranquilo para as crianças e para os adultos?

O primeiro passo é entender que, sim, as telas provavelmente estarão em mais horas do dia que o habitual. “Isso é natural. É importante não se culpar e nem crucificar os pais por conta disso. Mas claro que é possível fazer coisas para se organizar e recorrer o mínimo possível a esse recurso”, diz Patrícia Camargo, produtora do site Tempo Junto.

Depois, hora de organizar a rotina. A dica da Patrícia é manter as atividades diárias nos horários de sempre, para que a criança entenda que o período não é de férias. Sono, alimentação, banho… Nada disso deve mudar! O que entra no calendário agora são as horas de brincadeira, com os pais e sozinho. “O ideal é construir esse calendário junto com as crianças, com desenhos, para que os tempos e as pausas deixem o campo do abstrato e se tornem palpáveis aos pequenos.

Hora de brincar

Qual é o melhor período para reservar para as brincadeiras? Segundo Patrícia, o ideal é brincar junto com a criança logo no começo do dia. “Aquelas frases ‘daqui a pouco’, ‘espera um pouco’ geram uma falta de paciência geral, das crianças e dos adultos. Quando reservamos um tempo de qualidade para as crianças logo no começo do dia, elas conseguem entender melhor quando for a hora de esperar”, explica.

Ajuda com a casa

Incluir as crianças nas tarefas de casa é mais uma forma de entretê-las, e ainda ajuda a desenvolver a consciência de que todos os moradores da casa devem ajudar a mantê-la limpa e arrumada. “A partir dos 2 anos, a criança já consegue tirar a mesa, passar um pano… E é possível fazer essas coisas brincando”.

Ligue uma música e mão na massa. Para limpar o tapete, vale até fazer uma botinha de fita adesiva nos seus pés e da criança e emplacar uma dança. Use e abuse da criatividade. E ao completar com a criança cada uma das tarefas, crie um ritual de celebração, um toque, um abraço, uma dança. “A rotina fica mais legal e o clima, mais leve”.

 

Ideias para brincar

Na hora de planejar as brincadeiras, é importante dividir o tempo entre atividades de concentração e outras que exijam movimentação.

Para gastar energia, há opções muito além da bola. Patinação de meia, guerra de papel ou algodão ao alvo. Todas fazem bagunça, e a arrumação pode ser mais uma desculpa para continuar a diversão.

Para as brincadeiras mais “tranquilas”, opte por atividades de criação, como criar um brinquedo de sucata, fazer um desenho ou uma carta para os avós. Para os maiores, vale propor um quebra-cabeças, por exemplo, ou até sugerir que a criança crie um jogo que será jogado pela família no dia seguinte. Outros aliados são os livros. “Peça para seu filho contar a história para você no fim do dia, ou até montar uma peça de teatro sobre um conto curto”, sugere Patrícia.

Para os menores, a proximidade física dos pais faz muita diferença. Então, a solução é criar um cantinho de brincar perto do local os pais estão trabalhando. “Reúna materiais que você tenha em casa, combinações improváveis, como peças de roupas suas para vestir bonecos, ou massinha com lego… E deixe que eles explorem livremente. Mas fique visível. O pulo do gato é você se mostrar perto”.

Outra dica: a cada 2 ou 3 dias, inclua uma brincadeira inusitada, algo que vocês nunca tenham feito juntos, para que a criança perceba esse tempo de diversão e compreenda o tempo sem brincar, para que os pais consigam trabalhar. E por último: se tiver mais de um filho e a fase for de interação entre os irmãos, vale propor brincadeiras juntos. Já se eles estiverem em uma fase de brigas, evite competições e crie espaços separados para as brincadeiras de cada um.

No site do Tempo Junto há uma lista de brincadeiras divididas por faixa etária.

Com mais sujeira

Mãe de 2 meninos e criadora do Oficinas Verderosa, Cynthia Arcangelo criou um kit de brincadeiras de bolso, que funcionam muito bem em casa. Um dos itens é uma lanterna. Junto com papel celofane colorido e objetos da própria casa, é possível brincar de luz e sombra, já a partir dos 6 meses de idade. Adesivos, que podem ser colados no corpo ou pela casa, também são uma boa opção.

Para quem tem um quintal ou espaço que permita mais sujeira, tintas comestíveis ou massinha caseira podem ser ótimos aliados. A Oficinas tem um ebook gratuito com o passo a passo das brincadeiras, por nível de sujeira.

Fonte

Os melhores imóveis da Barra estão aqui

Ilha Pura

VIURE

Ilha Pura

SAINT MICHEL

Ilha Pura

SAINT MICHEL
Siga-nos: